criar e planejar ecommerce 1

Loja Virtual/Ecommerce: por que criar e como planejar?

 

RESUMO DA NOTÍCIA – Loja Virtual/Ecommerce: por que criar e como planejar?:

  • Internet: Contexto
  • Introdução ao e-commerce
  • Os principais motivos para você não ignorar a criação de um e-commerce
  • Pontos importantes do planejamento do e-commerce
  • Diferentes públicos do e-commerce
  • Modelos diferentes do e-commerce

 

Internet: Contexto

Se há alguns anos a internet ainda era um vasto, desconhecido e pouco explorado território,

hoje podemos dizer que ela faz parte, mesmo que indiretamente, da vida de todos nós.

E uma face da internet talvez seja a mais explorada: a comercial.

Uma infinidade de lojas nasce, se expande e, em um cenário mais pessimista, falha na web.

E com certeza ela não deve ser ignorada.

Vamos abordar neste artigo os principais motivos para você não ignorar a criação de uma loja virtual,

seja para um negócio existente ou a criação de uma loja a partir do zero.

 

Introdução ao e-commerce

O que é loja virtual? Podemos definir e-commerce (loja virtual) como qualquer tipo de negócio

ou transação comercial que implique a transferência de informação através da Internet,

como exemplo os sites que comercializam produtos, serviços, consórcios e sites de leilões.

Atualmente, com a popularização da internet banda larga em nosso país,

as Lojas Virtuais / E-commerces ganharam muita força permitindo que pequenos empreendedores

aumentassem o seu número de vendas consideravelmente pois,

nesse modelo de negócio não existe a barreira da distância entre clientes e fornecedores.

A parte mais importante nesse momento é escolher uma agência que tenha Know-how

para criar loja virtual de uma forma que o público-alvo se identifique com a marca

e exista mais chances de conversões.

Ou seja: criar loja virtual é um processo desafiador.

O contexto do ramo de lojas virtuais atualmente
O contexto atual dos ecommerces

 

Os principais motivos para você não ignorar a criação de uma loja virtual

Vamos abordar neste artigo os principais motivos para você não ignorar a criação de uma loja virtual,

seja para um negócio existente ou a criação de uma loja virtual a partir do zero.

 Maior comodidade e flexibilidade: talvez a vantagem mais óbvia de uma loja virtual.

Neste tipo de negócio, você tem flexibilidade para estabelecer o horário da realização de sua jornada de trabalho.

Além disso, não é necessário perder tempo e dinheiro se deslocando até determinado local,

já que seu negócio será totalmente online, bastando uma conexão online potente para atendimento de seu público.

 Loja sempre aberta: a não ser que ocorra algum problema com o servidor no qual o domínio

de sua loja está hospedado, a loja virtual estará aberta 24h por dia durante os sete dias da semana.

Dessa maneira, nenhuma oportunidade de negócio é perdida.

 Baixo investimento inicial: espaço, custo, dinheiro.

Em grandes centros urbanos, esse preço pode ser exponencialmente mais alto que em outras regiões,

o que acaba por inviabilizar a criação de muitos negócios,

já que a compra ou aluguel de espaços físicos têm alto preço.

Em uma loja virtual, não significa que não será necessário investir,

pois é necessária a compra de um domínio e de um servidor.

Mas este investimento em loja virtual é muito mais baixo quando comparado ao investimento em espaços físicos.

 Estoque on demand: em uma loja física, se o cliente quiser comprar um produto

e ele não estiver disponível em estoque, o lojista certamente perderá a venda (e mesmo o cliente).

Já em uma loja virtual, isto não acontece, pois como a margem da entrega de produtos é maior,

é possível realizar pedidos de acordo com o fluxo de compras.

Ou seja, não haverá perda de dinheiro com produtos encalhados em estoque.

 Redução de outros custos operacionais: limpeza e vendedores são a mão de obra

mínima necessária para tocar uma loja física.

Em uma loja virtual não há esses e outros tipos de gastos com mão de obra,

o que faz com que os custos operacionais sejam reduzidos drasticamente.

 Valorização da marca: independentemente de sua loja ser somente virtual

ou estar presente tanto física quanto virtualmente, estar na web mostra aos consumidores

que sua empresa está antenada às tendências do mercado contemporâneo,

e isso certamente terá um impacto positivo na imagem que estes mesmos consumidores possuem de sua loja.

Há mais uma série de benefícios em criar loja virtual, como o alcance geográfico,

pois a loja pode alcançar pessoas de outros países e continentes.

Mas é preciso ter em mente que para uma loja virtual ser bem-sucedida,

é necessário muito empenho, esforço e trabalho duro, mesmo que os métodos sejam outros.

 

 

Pontos importantes do planejamento da loja virtual

Você precisa considerar alguns pontos importantes desde o início do planejamento da sua loja virtual:

  • Registro do domínio: Escolha um nome para loja virtual amigável e que tenha haver com os produtos e serviços que você irá oferecer; Esse nome não pode ser comprido de mais; Deve ser lido e memorizado facilmente pelas pessoas;
  • Hospedagem: Você deverá escolher uma empresa que faça a Hospedagem do seu site (loja virtual) e que garanta uma taxa próxima a 100%  de disponibilidade dos servidores; Essa loja virtual deve ter algum tempo de maturidade no mercado e suporte técnico com proximidade ao cliente (Grandes empresas oferecem suporte mas cuidado: lá você será somente mais um e não terá atendimento adequado quando precisar).
  • Agência para criação da e-commerce: Escolha uma empresa com experiência de mercado, no mínimo 10 anos! Essa é a parte mais sensível do negócio, o motor do carro. Você não vai querer falhar justamente aqui, não é mesmo? Esqueça a construção com seu amigo, sobrinho, conhecido …. Você precisa de um especialista de mercado com visão global entre as estratégias digitais e a plataforma, certo!
  • Publicidade online: Já pensou na parte de divulgação da sua loja virtual? De nada vai adiantar ter a melhor plataforma, a mais bela loja virtual se não tiver visitantes (potenciais compradores) nela. Separe uma boa parte da verba para impulsionar as campanhas onlines (Google Ads / e-mail marketing / anúncios em sites de terceiros / criação de conteúdo rico (Inbound Marketing) entre outros). Sempre procure um especialista em lojas virtuais!

 

Diferentes públicos do e-commerce/loja virtual

Seu ecommerce pode focar em públicos diferentes e cada um deles merece atenção

para uma estratégia de marketing digital diferenciada:

  • B2B, ou Business to Business (“empresa para empresa”): são as transações de comércio entre empresas;
  • B2C, ou Business to Client (“empresa para cliente”): é o comércio entre a empresa e o consumidor. É o mais comum;
  • B2G, ou Business to Governemet: são as transações entre empresa e governo.

Os exemplos mais comuns de B2G são licitações e compras de fornecedores;

  • C2C, ou Client to Client (“cliente para cliente”): é o comércio entre consumidores. Ele é intermediado normalmente por uma empresa (o dono do site), como os sites de leilão.

 

Modelos diferentes do e-commerce/loja virtual

E também pode seguir modelos diferentes:

  • Clube de assinaturas: sites nos quais o público faz uma assinatura (criando um vínculo maior e mais duradouro com o site) e a cada certo período de tempo recebe um conjunto de produtos oferecidos pela página. Esse modelo costuma
    trabalhar com o mercado de nicho, como cervejas, produtos de beleza, chocolates etc.;
  • Venda de serviços e produtos: são as lojas virtuais mais comuns e que existem em maior número na Internet, ofertando produtos e serviços aos clientes, mas que não criam um vínculo com a loja virtual, como acontece no modelo de assinaturas;
  • Marketplace: um e-commerce bem estruturado e de grande porte, que agrega em um só site os produtos de outros e-commerces, fazendo, assim, a ponte entre o seu público e as lojas virtuais – que costumam ser de menor porte do que o marketplace;
  • Televenda:as vendas realizadas pelo telefone são englobadas no ecommerce, uma vez que a transação é realizada a distância, mediada por tecnologia.

Apesar da facilidade – cada dia mais crescente – de criar loja virtual, é preciso estar atento

a vários detalhes e ser criterioso.

Afinal, a mesma facilidade que existe para você, está ao alcance do concorrente.

São inúmeros pontos que um lojista inexperiente no mercado eletrônico precisa conhecer

para evitar que sua loja virtual caia em uma das estatísticas do e-commerce:

60% das lojas online fecham antes de completar um ano de funcionamento.

Portanto, não arrisque e siga essas dicas iniciais!

A NEXT4 é uma agência de apoio ao empresarial que oferece

Planejamento; Conteúdo; Criação ou Desenvolvimento e Gerenciamento de Canais de sites, blogs,

mídias sociais, SEM, SEO e Automação de Marketing Digital.

Cada ferramenta faz parte de um todo, que é a presença digital de uma marca.

Estar na esfera online hoje em dia é fundamental para o sucesso do negócio e é assim que a NEXT 4 te ajuda.

Com práticas de Inbound Marketing, a agência desenvolve estratégias

para aumentar o tráfego nos canais próprios, converter visitantes em leads qualificados

e entregar oportunidades reais de negócios para o time de vendas.

Todo o processo será realizado junto com o cliente, elevando os resultados.

 

Os modelos de ecommerces/lojas virtuais
Existem diferentes modelos de ecommerces/lojas virtuais

 

Fale com um especialista e tire todas as suas dúvidas sobre lojas virtuais e serviços de estratégias digitais aqui.

Estamos a disposição para mais informações!

como abrir loja virtual, como fazer loja virtual, como montar loja virtual, criar loja vitual, e-commerce, ecommerce, fotos para loja virtual, frases para loja virtual, ideias para loja virtual, loja online, loja virtual, loja virtual como montar, loja virtual gratis, loja virtual gratuita, loja virtual nuvem, loja virtual wordpress, lojas virtuais, lojas virtuais wordpress, negócio online, nomes para loja virtual, o que é loja virtual, plataforma para loja virtual