Vendas: como se planejar para gerar resultados para a sua empresa

 

RESUMO DA NOTÍCIA – Vendas: como se planejar para gerar resultados para a sua empresa:

  • Introdução ao processo de vendas
  • Processo de vendas: o que é, como funciona e importância
  • 8 ferramentas de vendas para sua equipe comercial
  • As 4 etapas do processo de vendas
  • A importância de unir o Marketing Digital à equipe de vendas
  • 5 dicas para fazer esse alinhamento
  • Os resultados da junção dessas equipes

 

Introdução ao processo de vendas

Será que você sabe de fato a importância e o impacto que um processo de vendas

pode causar na produtividade da sua empresa?

Quando pensamos em vender mais, ter um processo definido e colocá-lo em prática nem sempre

é a primeira coisa que vem à cabeça, não é mesmo?

Pensamos em contratar bons funcionários, que sejam proativos, que tenham jogo de cintura, autodeterminação,

entre outras características essenciais.

Porém, as coisas em uma empresa mudam a todo o momento, desde a forma como o cliente deseja ser atendido,

até o modo como um pedido deve ser realizado e assim por diante.

Dessa forma, as empresas que têm o “processo” de vendas apenas na cabeça

e não o repassam aos funcionários acabam tendo dificuldade no treinamento de novos colaboradores,

o que impacta diretamente nas vendas.

Por isso, ter um processo de vendas estabelecido e estruturado é essencial para ter mais eficiência

nos processos internos e ter ganhos de produtividade.

Quer entender como? Continue acompanhando este artigo e saiba mais.

 

O que é processo de vendas e como ele funciona?

O processo de vendas é, basicamente, um passo a passo elaborado pela empresa

para poder guiar a equipe de marketing e vendas em suas atividades e, com isso,

ter mais chances de alcançar o objetivo proposto.

Sendo assim, ele funciona como um guia dividido em passos para ajudar os funcionários a executarem suas atividades,

como atendimento ao cliente, fechamento de vendas, etc.

Como consequência de sua prática, é possível otimizar tempo e esforços da equipe,

facilitando o processo de fechamento de vendas e também o alcance das metas.

 

 

8 ferramentas de vendas para sua equipe comercial

O crescimento do processo de vendas de um negócio não ocorre da noite para o dia,

também não há uma receita ou fórmula que possa fazer com que os resultados

mudem para melhor sem nenhum erro ou risco.

E é exatamente por isso que é preciso ficar de olho nas ferramentas de vendas que possam ajudar

na produtividade da equipe através de técnicas de vendas, e com isso aumentar as chances de sucesso.

Partindo da premissa de que a tecnologia está aí para tornar mais prática e eficiente a rotina das pessoas,

é importante entender como escolher as ferramentas de vendas e marketing mais indicada para o tipo de negócio.

Um jeito simples de fazer isso é sempre testar uma de cada vez e avaliar os prós e contras.

Assim, a escolha será a mais acertada possível.

Conheça abaixo 8 ferramentas de vendas mais populares no mercado

e que podem ajudar a equipe comercial de sua empresa a saber como vender mais.

1. LinkedIn Sales Navigator

O LinkedIn Sales Navigator é uma ferramenta de vendas pela internet desenvolvida pela rede social LinkedIn.

O foco principal é o relacionamento com o cliente e a prospecção.

Como ela é centrada no segmento vendas B2B, suas funcionalidades abrangem três pilares:

a criação do relacionamento com o cliente, a conquista de novos clientes e a conversão em vendas.

2. UpMiner

A upMiner é uma plataforma de vendas web que conta com uma série de aplicativos e ferramentas próprias e exclusivas.

Por exemplo, aqui há opções para aprofundar o conhecimento, reunir dados importantes

e informações que ajudem na tomada de decisão em relação a parcerias de negócios, comunicação

e produtividade dos funcionários, relacionamento com fornecedores e clientes, entre outros.

O destaque fica por conta da navegação fácil e intuitiva, das auditorias e dos relatórios

com indicadores que podem ser personalizados.

3. Exact Sales

O Exact Sales é um software com foco em vendas B2B.

Segundo a empresa por trás de seu desenvolvimento, é o que mais tem crescido entre as empresas brasileiras como ferramentas de vendas.

O principal recurso oferecido é a possibilidade de otimização do processo de pré-venda consultiva,

partindo de uma série de soluções disponibilizadas, tais como:

  • Business intelligence com relatórios;
  • controle de tempo e gravação de ligações;
  • Identificação automática das principais dores do negócio;
  • Lead scoring;
  • Análise de maturidade do lead;
  • E-mails automáticos;
  • Follow-up;
  • Programação de atividades;
  • Controle da agenda de vendedores.

4. Meetime

O Meetime é uma ferramenta de vendas que oferece recursos completos para Inside Sales.

Com suas soluções e aplicações práticas, uma série de aspectos poderão ser trabalhados

e melhorados, dentre os quais estão:

  • Possibilidade de otimizar a rotina e o trabalho dos vendedores;
  • Melhorar o aproveitamento dos leads que são gerados pela empresa;
  • Otimizar e ampliar o controle de todo o processo de vendas.

Vale chamar a atenção para o fato de que é oferecido um treinamento presencial e,

além disso, o Meetime está integrado às principais ferramentas de vendas e de marketing presentes no mercado.

5. Ramper

O Ramper também entra na categoria de plataformas de vendas destinadas à mensuração digital

que auxilia no crescimento de empresas que atuam no segmento de vendas B2B.

Entre os destaques temos:

  • Permite criar e definir o perfil do cliente ideal;
  • Permite criar listas específicas e segmentadas de e-mails corporativos;
  • Melhora a utilização dos canais da empresa para a criação de listas segmentadas e definidas.

É interessante observar que todo o funcionamento dessa ferramenta ocorre no ambiente digital e,

com isso, a mensuração, a prospecção e o acompanhamento das métricas

podem ser feitos de forma mais rápida e eficiente.

6. RD Station CRM

RD Station CRM foi desenvolvido com o objetivo de oferecer o máximo de recursos

e de soluções para que pequenas e médias empresas possam estruturar melhor

e de forma mais eficiente o próprio processo comercial.

Por meio desse CRM é possível gerenciar pipeline (oportunidades),

reunir todas as informações do negócio em um mesmo lugar, organizar follow-up

e ter uma visão ampla sobre como está o desempenho referente a cada dia, semana ou mês.

De forma resumida, é uma ferramenta de vendas online que permite que cada etapa do funil seja acompanhada.

Com isso, é possível saber o que deve ser priorizado para alcançar melhores resultados melhores.

Além disso, o RD Station CRM conta com integração aos principais calendários de e-mails como,

por exemplo, o Outlook e Gmail, e integração com WhatsApp.

7. Pipedrive

Pipedrive é uma das ferramentas de vendas mais usadas do Vale do Silício,

tem mais de 85 mil clientes e cobertura em mais de 170 países.

Apesar de ter sido criada em 2010, na Estônia, tem todo o site e suporte em português

e tem grande aderência no mercado brasileiro.

Por ser prático e extremamente intuitivo,

o CRM ajuda a equipe de vendas no gerenciamento do pipeline de vendas de forma muito eficiente.

Isso é possível graças a sua filosofia de criar tudo em torno de vendas baseadas em atividades.

Entre suas principais funcionalidades estão:

  • Integração de e-mail;
  • Gestão de funil;
  • Relatório de vendas;
  • Gerenciamento de atividades;
  • Previsão de vendas;
  • API aberta;
  • Apps móveis de iPhone e Android.

Para facilitar o trabalho da equipe de vendas, a Pipedrive conta com mais de 100 integrações

com softwares como RD Station Marketing, MailChimp, Typeform, Slack, ContaAzul, etc.

8. PipeRun

O PipeRun é um CRM de vendas completamente desenvolvido no Brasil.

O foco dele é claro e objetivo: permitir que a produtividade da equipe de vendas possa ser otimizada.

Automação de atividades, ligações VoIP, alertas, pipeline visual

e assinatura eletrônica de documentos estão entre os destaques da ferramenta de vendas.

Além disso, ela ainda conta com integração com uma série de outras ferramentas como o Exact Sales e JivoChat.

As opções de ferramentas de vendas disponíveis atualmente são muito diversas

e isso é um ponto a favor para a empresa que está em busca de uma.

Além de poder usar aquela que melhor atendeu aos objetivos,

é possível potencializar os resultados integrando umas às outras.

 

As ferramnetas que a equipe comercial pode se utilizar para vender mais
As ferramentas de vendas contribuem para a produtividade da equipe comercial

 

Etapas do processo de vendas

Para entender melhor como isso funciona, veja abaixo as etapas necessárias para estruturar

o processo de vendas e aumentar a produtividade da sua empresa para vender mais:

1. Pense no cliente

Para começar a estruturar o processo de vendas você deve pensar no cliente, afinal ele será o principal beneficiado.

Portanto, ao pensar no processo de vendas, assuma a posição de cliente

e analise o passo a passo do funil de vendas, desde o início (atendimento) até a conclusão (fechamento da venda).

Nesse momento você avalia tudo, identifica falhas, acertos e pensa na melhor forma para estruturar o processo,

visando sempre melhorias a todos.

2. Simplifique o processo

A equipe de vendas e profissionais de vendas são ótimos na arte de simplificar e não têm apresso por tarefas complexas.

Eles são práticos e decisivos. Por isso, você deve simplificar ao máximo as etapas do processo de vendas.

O principal intuito de estruturar o processo de vendas é padronizá-lo, mas sem burocratizá-lo.

Não é porque ele é padronizado que precisa ser complexo.

O objetivo é ser prático e atender as necessidades dos clientes da melhor forma.

Após identificar maneiras de padronizar o processo de vendas, é necessário validar as alterações.

Para isso, aplique o novo processo em uma determinada loja para avaliar a eficiência

e os resultados das alterações realizadas.

3. Direcione a equipe sem impor

Qualquer processo implantado de forma ditatorial dentro de uma empresa tende a fracassar.

Por isso, você deve valorizar os benefícios dessa implementação para o fluxo do processo de vendas

e deve vendê-los aos seus funcionários. Vendê-los como uma ideia boa, certo?

É necessário tomar cuidado ao ressaltar os diferentes aspectos do novo processo para os funcionários,

especialmente para os funcionários mais velhos, que têm os seus próprios processos.

Além disso, um atendimento de qualidade exige, sobretudo, uma dose de criatividade.

Por isso, deixe uma margem de tolerância para que sua equipe possa propor ideias e formas de melhorar o processo,

para que o cliente passe pelo funil de vendas da melhor maneira possível.

4. Associe indicadores

É fundamental associar indicadores ao processo de vendas ou às etapas deste processo.

Os indicadores ajudam a entender falhas e a identificar as reais oportunidades de melhoria.

Os indicadores ajudam ainda os gestores a realizarem o controle efetivo da sua equipe, avaliando recursos,

capacitações e treinamentos necessários.

Um dos exemplos de indicadores são as taxas de conversões.

Elas permitem ao gestor identificar onde a equipe de vendas está perdendo

ou ganhando clientes nas estratégias de vendas, fazendo com que seja possível realizar treinamentos

e capacitações para alinhar a equipe e ter resultados ainda mais efetivos.

Vantagens de estruturar um processo de vendas

  • Reduz erros na operação;
  • Reduz o desperdício de recursos;
  • Menos perda de tempo;
  • Aumenta a produtividade da equipe;
  • Aumenta as vendas;
  • Melhora a qualidade dos serviços prestados;
  • Treina, qualifica e desenvolve colaboradores;
  • Define e controla os processos internos;
  • Vende muito mais e com mais qualidade e eficiência.

 

A importância de unir o Marketing Digital à equipe de vendas

Treinar as equipes da empresa com certeza faz parte da gama de estratégias indispensáveis

em que se investir para crescer.

E, em meio a um contexto em que muitas negociações ocorrem através do Marketing Digital,

saber como aproximar os times de Marketing e Vendas é muito importante a fim de garantir bons resultados.

Mas, como fazer isso? Será que é realmente necessário alinhar e unir esses dois departamentos dentro do negócio?

Se estas são algumas das suas dúvidas vale resumir: Sim!

É claro que é necessário e que vale a pena ter este cuidado de integrar não só esses dois setores,

como também todos os demais na empresa!

Imagine que cada departamento é como um membro do corpo.

Se a perna direita decidisse ir para um lado enquanto a esquerda para outro,

será que daria certo? Evidente que não!

Como iguais, Marketing Digital e equipe de vendas são indispensáveis para o funcionamento do negócio.

Um jamais compete com o outro, mas pelo contrário, ambos são responsáveis por ajudar no sucesso da empresa

e por isso precisam trabalhar lado a lado a fim de ter resultados.

Quando não existe diálogo entre essas duas equipes, fica bem evidente o quanto a empresa está perdendo,

por exemplo, oportunidades de novos negócios e estratégias.

A sinergia é indispensável para abrir portas e a união dessas áreas é um indicador direto e claro.

Outro ponto importante é que Marketing e vendas são áreas supostamente “independentes”.

Na verdade, uma precisa muito da outra para alcançar seus objetivos e metas.

Enquanto o Marketing precisa saber quais são as dores do cliente,

algo que o pessoal de vendas tem mais fácil acesso, o comercial precisa usar das estratégias de Marketing

para ter contato com um maior número de clientes.

É uma relação de troca que, portanto, merece o alinhamento necessário para que ambas as equipes saiam satisfeitas.

 

5 dicas para fazer esse alinhamento e gerar mais vendas

1. Garanta a comunicação entre os setores

A primeira dica para alinhar os setores de Marketing e vendas é permitir e incentivar

um bom nível de comunicação entre as partes.

Mas, o que isso quer dizer?

É preciso que os departamentos de marketing e vendas possam conversar entre si a fim de criarem juntos excelentes oportunidades!

Juntos a imagem da empresa será construída, afinal, um setor será responsável por essa criação teórica,

ou seja, desenvolvimento de campanhas que atrairão os clientes,

já o outro terá a tarefa de fazer com que toda a teoria passe também a prática encantando o cliente!

2. Mantenha continuamente uma política de análise

Mais do que alinhar as partes é indispensável manter sempre em dia a sua política de análise

e mensuração de cada estratégia e campanha lançada. Será que estão correspondendo ao que foi planejado?

Os objetivos e metas serão atendidos?

Além de avaliar a percepção do público, também é considerado como oportunidade

saber qual tem sido a avaliação dos clientes internos, ou seja, os próprios funcionários.

Jamais deixe de ouvir essa opinião e mantenha o clima organizacional sempre confortável a todos.

3. Não tenha medo de mudar o que não está dando certo

Se a empresa assumiu uma postura de avaliação contínua, evidentemente enxergará rápido o que tem dado errado.

Nesse momento, o principal é não ter medo de fazer modificações, afinal, se não está dando certo, é preciso mudar, não é mesmo?

As mudanças jamais deverão ser entendidas como um fracasso,

mas sim como uma nova oportunidade estratégica de manter o ritmo de crescimento.

O sucesso no número de vendas e o aumento de clientes interessados são indicativos

do quanto as mudanças são proveitosas.

4. Sempre aposte em novas estratégias

Ainda falando sobre mudanças e oportunidades, uma dica interessante para alinhar vendas e marketing

é apostar na criação de novas estratégias podendo ser estas integradas, ou seja,

contando com a colaboração de profissionais que atuam nesses dois setores, como dissemos anteriormente.

Ambos os departamentos – vendas e marketing – são os que estão mais perto e próximos do cliente,

sabem o que ele quer e por isso juntos são responsáveis pelos melhores resultados com que a empresa poderia contar!

5. Indique a responsabilidade de cada grupo

Por fim, é evidente que cada setor tem a sua própria responsabilidade

e gama de tarefas a serem diariamente postas em prática.

Sendo assim, não há meios de se extinguir ou se mesclar todas as atividades,

mas por outro lado é possível determinar as responsabilidades dos grupos de formas mais leves

e que envolvam mais a cada um.

Apesar de ser extremamente bom trabalhar juntos,

haverá momentos em que cada profissional deverá se fixar nos projetos do seu próprio departamento,

isso é normal e deve estar em concordância com a empresa toda.

 

Para ter sucesso no processo de vendas é necessário fazer o alinhamento entre a equipe de vendas e a de marketing
O alinhamento entre a equipe de vendas e a de marketing propicia melhores resultados

 

Maior produtividade nas vendas: Os resultados da junção dessas equipes!

Agora que você já sabe qual é a importância de alinhar o Marketing Digital

junto à equipe de vendas da empresa é preciso destacar apenas mais uma coisa.

Quanto mais esses departamentos trabalharem lado a lado,

melhores serão os resultados e consequentemente para o negócio.

Por isso mesmo, não deixe de investir em busca dessa maior produtividade.

Faça muitas dinâmicas com os funcionários dos dois setores

e permita que seja criada uma relação de amizade e muito respeito entre todos os colaboradores.

Uma vez que seja feito isso, aproveite para traçar novas e melhores estratégias de Marketing Digital

ouvindo o que a equipe de vendas tem a dizer e contribuir.

Tenha resultados melhores investindo em uma união que deixará a todos mais satisfeitos

e o processo de vendas mais eficiente.

 

Quer entender mais sobre estratégias de vendas e marketing digital? Assine nossa newsletter!

como vender mais, equipe de vendas, estratégias de vendas, ferramentas de vendas, marketing e vendas, plataformas de vendas, processo de vendas, técnicas de venda, técnicas de vendas, vendas, vendas b2b, vendas e marketing, vendas na internet, vendas online, vendas pela internet, vendas web, vender mais

Comentários (2)

Os comentários estão desativados.