Vendas ficam mais fáceis com estratégias digitais.

Quer atingir os melhores resultados?

 

As melhores dicas de SEO sobre as mudanças de algoritmo do Google

dicas-de-seo
Quer captar mais clientes?

Caso você ainda não saiba, o Google acaba de publicar alguns “conselhos” de boas práticas para seu site performar bem nos resultados orgânicos da plataforma – SEO.

Nem todo mundo sabe, mas, o Google efetua mudanças a todo o momento no seu algoritmo e não são poucas vezes por ano.

Só para ter uma ideia do que eu estou falando, no último ano ele alterou “apenas” 3200 vezes. Isso mesmo, você não leu errado não, 3.200 alterações em um ano.

Sabe o que podemos tirar de lição sobre isso? Que você não deve se focar em uma pequena atualização de SEO que ele tenha feito.

Seu foco principal deve ser tornar seu site compatível com o principal objetivo do Google, seu usuário.

Vamos tratar primeiramente sobre os conselhos que eles estão dizendo para seguirmos e posteriormente vamos entender um pouco mais sobre o que realmente eles querem com isso. Vamos lá?

O principal conselho do Google para quem realmente quer ranquear na plataforma

Como de costume, eles nunca te dão o caminho das pedras e seus anúncios de mudança sempre são vagos.

Mas, sim, eles disseram mais uma vez que você deve focar em conteúdo. Eles forneceram uma lista de perguntas que você deve seguir em relação ao seu conteúdo novo e já existente.

Seu conteúdo tem a premissa de oferecer informações relevantes e originais, relatos, pesquisas e análises?

– A plataforma está atrás de conteúdo novo e fresco. Com mais de 1BI de blogs na internet existem diversos conteúdos duplicados por aí, não é mesmo?

O conteúdo oferece uma descrição completa do que será encontrado no seu assunto?

– A formula é simples. O Google não quer dar trabalho ao usuário dele. Ele quer que seu usuário encontre tudo que ele precisa na sua página sem precisar sair para complementar as informações em outros sites.

Sua página tem que responder a todas as dúvidas do usuário para ter uma boa pontuação dentro da plataforma.

Ou seja, não vai ter vez para conteúdo raso e sem valor para o usuário. caso esse seja seu caso, provavelmente não irá ranquear tão bem quanto gostaria no SEO.

O conteúdo oferece uma análise ou informações pouco óbvias?

– Você oferece mais informações relevantes do que seus concorrentes? Ofereça dados adicionais, conclusões pessoais, pontos de vista que possam ser úteis ao leitor. Isso dará uma vantagem competitiva significante para o posicionamento das suas palavras-chave nas buscas orgânicas – SEO.

Se seu conteúdo foi baseado em outras fontes, ele fornece valor extra e original ou se limita a ser uma cópia?

– Fuja da armadilha de copiar e colar o assunto de alguém e somente referenciar com um link. Isso é perder tempo.

Se fizer uma referência a outra pessoa, certifique-se de colocar seu ponto de vista sobre essa citação e garanta que você tenha suas próprias conclusões sobre um determinado tema, tornando a maior parte da página original e útil ao leitor.

O título oferece um resumo descritivo e útil do conteúdo?

– Foco na experiência do usuário para criar seus títulos mais relevantes e originais. Não foque apenas em palavras-chave e obtenção de cliques pois, se, o usuário não ler seu conteúdo, você está sendo penalizado por isso.

Seu título deve ser evitado ser exagerado e chocante!

– O Google sabe se você está sendo sensacionalista para gerar cliques e obter relevância. Isso costuma gerar uma alta taxa de abandono da sua página/site.

Se eles identificam que as pessoas saem da sua página e voltam para os resultados das SERP, eles identificam que seu conteúdo é de baixa qualidade e você usou de má fé para com os usuários da plataforma.

Esse é o tipo de página que você salvaria nos favoritos, recomendaria a amigos ou compartilharia?

– Esse vai ser o valor da sua MARCA. O Google prefere ranquear as marcas, então priorize o usuário e não o SEO. Faça-o amar seu conteúdo, seu produto, seu serviço, seu atendimento e a experiência com a sua marca.

Você esperava ver seu conteúdo publicado ou referenciado por uma revista impressa, enciclopédia ou livro?

– Deixe seu conteúdo falar por você. Ele deve ser tão bom ao ponto de você ter orgulho de pendurá-lo na parede e estaria até disposto a imprimir em larga escala. Só assim você terá certeza que está no caminho certo e fazendo um ótimo trabalho.

O conteúdo fornece informações que te façam confiar? Fontes confiáveis, provas de expertise do autor, histórico, exemplos práticos, entre outros.

– Posicione-se como especialista, explore dados e cite fontes. Coloque sua assinatura em tudo que fizer e marque presença para gerar valor e sua marca. Coloque sempre um link para a sua Bio.

Se você pesquisou um site, sua impressão foi de que ele é autoridade no assunto?

– Como você é visto se comparado aos seus concorrentes? Sua reputação frente a eles é mais popular? Se sim, isso mostra que você tem potencial para ser um especialista.

Trabalhe mais na sua consulta de Marca (quantas vezes os usuários procuram pelo nome da sua empresa no Google?

Isso mostra a quão famosa é sua marca!) o que vai ajudar bastante a você ganhar mais visibilidade.

O conteúdo é escrito por um especialista ou entusiasta que demonstra domínio sobre o assunto?

– Quem produz o conteúdo para a sua empresa um redator que não entende nada ou o especialista da área?

Escreva somente sobre aquilo que você sabe e não terceirize essa tarefa pois fatalmente ficará claro para o leitor que não foi um especialista quem escreveu o conteúdo. isso prejudica muito a sua marca.

O conteúdo está livre de erros factuais facilmente verificados?

– Não tente passar os outros para trás. Criar notícias falsas e sensacionalistas vai te prejudicar muito. Não espalhe esse tipo de fake News na internet pois o Google pode identificar facilmente isso e te prejudicar bastante também.

O seu conteúdo está livre de erros de ortografia ou estilo?

– Identifique possíveis erros ortográficos antes de publicar seu conteúdo e veja se questões como cores e tamanhos são ideias para a leitura em qualquer ambiente e dispositivo.

O conteúdo apresenta ser produzido com desleixo ou é um conteúdo aparentemente bem produzido?

– Gaste tempo incrementando seu conteúdo com fotos condizentes, gráficos bem produzidos, vídeos personalizados e Podcasts. Tenha a certeza que será uma experiência incrível para o usuário.

O conteúdo é produzido em massa ou terceirizado para um grande número de criadores, ou espelhado para uma grande rede de sites sem as devidas atenções aos cuidados necessários?

– Para ranquear bem no SEO, o Google quer que as páginas, de forma individual, respondam às perguntas dos seus usuários.

Se as respostas para as suas perguntas estão em links que te direcionam para vários outros sites para que você obtenha a resposta você não está colaborando para uma boa experiência do usuário.

O conteúdo possui quantidade excessiva de anúncios que geram distração para o conteúdo ou interferem nele?

– Quanto mais rápido seu site for carregado melhor. Os anúncios diminuem a velocidade de carregamento e acabam com a experiência do usuário.

Monetizar sua página não pode ser o foco principal. Ele deve informar e ajudar os visitantes.

O conteúdo é exibido perfeitamente nos dispositivos móveis?

– A maioria dos acessos (+60%) ao Google são através de dispositivos mobiles. Sua prioridade é otimizar seu conteúdo para celulares e Tablets se quiser ter um bom posicionamento do seu site no SEO.

O conteúdo oferece mais valor se comparado a outras páginas semelhantes nos resultados de busca?

– Que tal avaliar as 10 primeiras posições dos resultados de busca orgânico para aquela palavra-chave que você está tentando ranquear?

Avalie e tenha certeza que você criou um conteúdo mais significativo que o deles. Se você não criar um conteúdo TOP, não tem por que o Google te colocar para cima nos resultados de busca, concorda

O conteúdo atende interesses genuínos dos visitantes ou simplesmente existe para ranquear bem nos motores de busca?

– Não escreva mais conteúdos para os robôs do Google. Escreva prioritariamente para os seres humanos, uma vez que o próprio Google visa satisfazer as pessoas.

Pode ser que, em um primeiro momento, você demore mais para ranquear lá no topo mas, com toda certeza, chegará um momento que o Google vai identificar que seu conteúdo é relevante e focado em pessoas e passará sua página lá para o topo.

Minha conclusão

Existem diversas coisas que o Google mencionou no seu documento de diretrizes de qualidade, mas tem um foco principal que fica claro e é o que realmente importa para eles nesse momento:

Os mecanismos do Google não entendem o seu conteúdo como os seres humano compreendem. Por tanto, foque sempre nos humanos para ter qualidade e melhorar o SEO do seu site.

Eles buscam pequenos sinais que possam ajudá-los a identificar comportamentos para perceberem se o conteúdo é relevante ou não.

Quem avalia essa relevância são os humanos através de seus comportamentos como usuários da plataforma.

Exemplos de comportamentos na rede: Taxa de cliques, taxa de retorno para a SERP, tempo de permanência na página, relacionamento com marca, quantidade de pessoas que clicaram, quantidade de pessoas que clicaram e voltaram a fazer nova pesquisa em outros conteúdos…

Avalie todo seu conteúdo e faça uma autocrítica para melhora-lo cada vez mais. Atualize sempre, adicione mais informações relevantes, responda mais perguntas e, principalmente não seja raso nas suas respostas.

Se quiser se aprofundar um pouco mais veja esse artigo complementar: Visibilidade na Era Digital. Os insights de SEO.

Deixe claro que você sabe do que está falando e que seu conteúdo pode ajudar o usuário nesse assunto.

Pense em focar no usuário sempre ao invés de focar no SEO. Faça o que for melhor para eles e pense no longo prazo.

Esse não é um jogo de curto prazo definitivamente.

Esse é o meu melhor conselho HOJE.

 

Fale com a agencia Next4
G. Lang

*Formado em Marketing pala Universidade Paulista (UNIP). *Formado em Turismo pela Universidade Anhembi Morumbi. *Técnico em Processamento de Dados pela FECAP. + Atua com Planejamento de Estratégias de Marketing Digital na Agência Next4 desde 2008. + Certificado pelo Google Adwords (Fundamentals, Expert Search, Expert, Display, Expert YouTube, Performance, Shopping e Google Analytics). + Certificado pela Resultados Digitais (Metodologia Inbound Marketing - RD Station Marketing, Customer Success, Gestão, Marketing, Vendas, Marketing Digital, Planejamento de Marketing Digital, Facebook + Instagram Fundamentals, Projeto de aceleração de resultados, Winning By Desing - Vendas complexas. + Cursos complementares - Imersão Winning by Design - Processo de Vendas / Receita recorrente.