Vendas ficam mais fáceis com estratégias digitais.

Quer atingir os melhores resultados?

Conheça os cinco principais problemas com franquias que levam ao fechamento

É comum identificar em centros comerciais e shopping centers, o crescimentos de empresas de franquias. Mas, nem todas deveriam estar no local que estão e esse é um dos principais problemas com franquias. Uma pesquisa da Franchise Solutions, empresa de consultoria especializada em franquias, apontou os cinco principais pontos que fazem uma franquia quebrar.

Existem problemas com franquias que são comuns, desde localização até a sazonalidade do segmento.

“Em primeiro lugar, apareceu a Localização do Ponto. Não foi um grande espanto para nós, que estamos habituados ao varejo, mas, para quem está começando sua pesquisa ou não tem experiência em franchising, esse pode nem ser um item tão importante. A verdade é que o ponto faz muita diferença e é preciso ser um bom avaliador para reconhecer quando ele é realmente bom”, diz Pedro Almeida, diretor da Franchise Solutions. Ele cita os cinco pontos apontados na pesquisa:

1. Localização Inadequada

Existem negócios que são de passagem e negócios de destino. A diferença é que negócios de passagem precisam estar instalados em locais com grande fluxo de pessoas ou de carros, de fácil acesso e visibilidade, quanto os negócios de destino não necessitam de locais de grande fluxo de passagem, porém precisam ter facilidade de acesso, como transporte público perto, estacionamento exclusivo ou vinculado a convênio, para que as pessoas tenham facilidade. Renato Flora, franqueador da Saladenha, alimentação saudável, diz que o faturamento da loja cresceu com a mudança da loja física. “Estávamos instalados em local inadequado e, quando migramos a operação para um ponto com maior visibilidade, vi o faturamento do salão aumentar cerca de 40%. Portanto, posso garantir que a localização é a alma do negócio”, diz.

2. Capital de Giro

Em muitas pesquisas, a falta de capital de giro é sempre apontada como um dos problemas com franquias no aspecto do crescimento. Ainda que existam muitas linhas de crédito disponíveis em bancos públicos e privados e o problema tenha diminuído nos últimos anos, esse ainda é o segundo colocado no ranking de erros que fazem a franquia fechar.

3.Falta de Treinamento qualificado

Normalmente o franqueador abre sua loja bem longe da franqueadora e, muitas vezes, a equipe não consegue participar de todos os treinamentos dos franqueados e de seus colaboradores. A falta de capacitação é um dos principais motivos que alguns franqueados justificaram para o fechamento de sua unidade franqueada. Os altos custos de treinamento, normalmente pagos pelo franqueado, inviabiliza a operação e despadroniza a franquia, e isso leva a um fracasso certo.

4. Forte Concorrência

Uma das questões apontadas nessa pesquisa foi a concorrência desleal. Com o mercado em crise, muitos empresários diminuíram seu preço, e reduziu quantidades de produto e a qualidade da matéria-prima utilizada nos produtos e nos serviços. Trabalhando a franquia com padrão, oferecendo ao cliente o mesmo produto e serviço em todas as suas unidades, não há como reduzir os custos drasticamente. Por isso, em alguns casos, a concorrência desleal leva o cliente. A solução é investir no fortalecimento da marca, já que o valor agregado se traduz em qualidade e fideliza os clientes.

5. Sazonalidade

Todos os negócios possuem uma sazonalidade. O empresário precisa saber em qual tempo ela ocorre no seu setor e qual é o seu impacto sua empresa. Assim, poderá melhorar resultados, com estratégias inteligentes, antes desse período chegar. Por exemplo, no caso de uma sorveteria e a chegada do inverno, é importante se preparar antecipadamente, e criar uma estratégia que permita operar na época de baixa com outros produtos. O franqueador é um dos mais interessados em criar esta estratégia já que isso é benéfico para toda a rede.

Fale com a agencia Next4
saulo